fbpx

TCCs FEC-0600 Turma 16

GESTÃO DE ESTOQUES DE EQUIPAMENTOS E SOBRESSALENTES PARA TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA
Eric Rubens Zanetti - Prof. Dr. Paulo Sérgio de Arruda Ignácio
Resumo | Poster

O objetivo desse artigo é avaliar os níveis de estoque de equipamentos reservas e peças sobressalentes de um almoxarifado instalado ao longo do sistema de transmissão da energia elétrica gerada na Usina de Itaipu. Foram consideradas as regulamentações do setor elétrico, que avaliam a disponibilidade desse sistema em função das receitas obtidas pelo serviço de transmissão de energia elétrica, bem como as sanções pela indisponibilidade do mesmo, sejam elas programadas ou não. Por meio da análise da política de estoques de peças de reposição, que possuem históricos de consumos muito baixos, aplicando-se técnicas de análise dos custos de se manter ou não estoques, bem como das probabilidades de consumo, determinou-se quais itens devem permanecer no estoque, bem como os níveis ideais aderentes ao perfil de consumo. Os resultados obtidos indicaram a possibilidade de se reduzir em 16,28% o valor do estoque atual, além de sugerir alterações em praticamente todos os níveis avaliados.

MELHORIA EM EMBALAGEM PARA AUMENTO DA EFICIÊNCIA DO TRANSPORTE DE PEÇAS AUTOMOTIVAS
Renan Fagionato do Rêgo - Prof. Dr. Paulo Sérgio de Arruda Ignácio
Resumo | Poster

Com a constante evolução da cadeia de suprimentos, as embalagens têm assumido papeis que vão além da concepção inicial de conter e proteger o produto, atualmente busca-se promover a facilidade de manuseio, transporte e armazenagem de produtos, além de aumentar a eficiência em transporte. O presente trabalho tem como objetivo desenvolver embalagem para aumentar a eficiência de transporte e consequentemente reduzir o custo operacional. Foi realizado embasamento teórico através de revisão bibliográfica sobre alguns tipos, aplicações e classificações de embalagens, a relação entre ela e o meio de transporte e alguns pontos importantes a serem considerados no desenvolvimento de um sistema de embalagem. A metodologia adotada foi o acompanhamento do processo de desenvolvimento da embalagem em uma empresa fabricante de peças automotivas e, por fim, foram comparados os indicadores da embalagem desenvolvida com uma embalagem atual.

GERENCIAMENTO DO TRANSPORTE COLABORATIVO
Thiago Moreira dos Santos - Prof. Dr. Sérgio Adriano Loureiro
Resumo | Poster

Temas como custos, geração de valor e sustentabilidade se tornam cada vez mais importantes para a competitividade das organizações. Neste contexto, este artigo visa identificar as vantagens e desvantagens da adoção de modelos de transportes colaborativos. O artigo foi estruturado em três seções. Na primeira temos o impacto dos custos logísticos nas empresas e quanto a ociosidade nos transportes afeta esses custos. A Segunda seção demonstra os benefícios (financeiros, sócias e ambientais) e dificuldade de implementação desse modelo. E por fim, a terceira traça um plano para criação e implementação de um software que torne usual o modelo de gestão colaborativa de transportes para as empresas brasileiras.

REDIMENSIONAMENTO DO ESTOQUE DE SEGURANÇA E LOTE ECONÔMICO DE COMPRA DE MATÉRIA PRIMA EM UMA INDÚSTRIA DE EQUIPAMENTOS PESADOS
Thiago Henrique Braga - Prof. Dr. Paulo Sérgio de Arruda Ignácio
Resumo | Poster

No segmento de construção-civil, equipamentos pesados, os custos relacionados a matéria prima de uma indústria consomem uma boa parcela da margem de lucro. Sobre a visão Logística e Gestão de Suprimentos há, portanto uma busca constante por novos processos ou métodos que reflitam a redução de custos em gestão de estoque. Um dos fatores que compõe o custo do estoque, que por muitas empresas não é dado a devida importância, é o estoque de segurança juntamente ao lote econômico de compra. O objetivo deste trabalho é evidenciar a contribuição do custo do estoque de segurança e lote econômico de compra e propor uma redução nestes custos. Os resultados deste trabalho identificou que o atual método de dimensionamento de estoque de segurança da empresa não é adequado, onde o estoque de segurança é somente definido quando há uma parada de produção e a quantidade definida sempre é o lote econômico de compra. Com o novo método proposto podemos redefinir os estoques de segurança, podendo assim reduzir as paradas de produção e reduzir os custos em R$18.107,35 efetivamente aplicados. Da mesma forma identificamos que o atual método de definição do lote econômico não é adequado, onde simplesmente é considerada a quantidade informada na cotação pelos fornecedores, causando excesso de material. Com o novo método a cada novo desenvolvimento o novo lote econômico de compra será calculado pelo comprador e negociado com o fornecedor, e para os atuais itens o lote econômico de compra foi calculado e identificou-se uma oportunidade de redução de R$118.570,31 a ser aplicada de acordo com a negociação com a base de fornecedores.

DECISÃO ESTRATÉGICA PARA NACIONALIZAÇÃO DE CARGAS EM RECINTOS ALFANDEGADOS COMO FERRAMENTA DE SEGURANÇA, AGILIDADE E REDUÇÃO DE CUSTO – ZONA PRIMÁRIA X ZONA SECUNDÁRIA
Tathiana Farinelli Sanchez - Prof. Dr. Sérgio Adriano Loureiro
Resumo | Poster

De acordo com o cenário econômico atual, faz-se necessário aperfeiçoar os custos praticados dentro das organizações, de maneira que estas mantenham-se de forma competitiva no mercado no qual estão inseridas. Considerando a representatividade dos custos logísticos no Brasil, o objetivo deste trabalho de conclusão de curso é analisar qual seria a melhor escolha para desembaraço das cargas importadas: as características, custos, prazos e diferenças entre a zona primária (Aeroporto) e secundária (Porto Seco) para os processos a fim de reduzir os custos com armazenagem e capatazia nos recintos mantendo o máximo de agilidade e segurança no processo. Como resultado, espera-se chegar em um perfil de cargas cujo custo logístico seja menor para desembaraço em zona primária e, dessa forma, orientar o importador para a melhor escolha de acordo com seu processo.

REDIMENSIONAMENTO DO ESTOQUE DE SEGURANÇA DE MATÉRIA PRIMA EM UMA INDUSTRIA QUÍMICA
Rodrigo Tirelli Dovigo - Prof. Dr. Paulo Sérgio de Arruda Ignácio
Resumo | Poster

O objetivo do trabalho é definir o estoque de segurança e consequentemente equalizar os estoques atuais através de ferramentas teóricas do gerenciamento de estoques. Inventário é importante no custo das empresas e a aplicação de modelos matemáticos pode trazer benefícios em termos de ganhos de capital, agilidade e racionalização das tarefas. O método utilizado é constituído por três passos: a classificação dos itens de produção (matérias primas) no almoxarifado, o cálculo do estoque de segurança e equalização do estoque atual com o calculado. O estudo foi aplicado em uma empresa de médio porte do segmento químico. Utilizando-se dos dados históricos de demanda das matérias-primas consumidas pela empresa, e o saldo final de cada mês de cada matéria prima, foi possível projetar o estoque proposto em relação ao estoque atual. Foi obtida uma redução do estoque médio da maioria dos materiais em questão, e outros o aumento, mitigando o risco de falta no almoxarifado. O resultado obtido foi uma redução média de R$ 10.143,47por mês em relação ao valor da quantidade das matérias primas estocadas.

GESTÃO COLABORATIVA DOS ESTOQUES DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS POR CRITICIDADE DE ATENDIMENTO
Rodolpho Ramos Gomes - Prof. Dr. Paulo Sérgio de Arruda Ignácio
Resumo | Poster

Com o objetivo de verificar o impacto de uma metodologia quantitativa como suporte a uma analise estratégica para aumentar o volume de pedidos proativos colocados junto ao fornecedor único e assim promover uma gestão de estoque proativa e, sem causar impacto negativo no giro de estoque, foi aplicado os conceitos de criticidade dos itens, popularidade e volume de vendas. Para tanto, selecionou-se um concessionário no ramo do agronegócio com volume de vendas de 300 milhões de reais anuais e propôs-se um piloto de ajuste na gestão de estocagem, através de parâmetros de sistema disponibilizados via VMI. Isso foi implementado durante os meses de Março a Agosto de 2015. Foi efetuada análise comparativa entre o período analisado em 2015 com o mesmo período em 2014, para evitar influencias sazonal, e assim, identificaram-se os impactos no giro de estoque, pedidos programados (proativos), numero de itens estocáveis, numero de itens críticos elegíveis para estocagem e vendas perdidas por falta de disponibilidade. Notou-se melhoria significativa no sortimento de itens críticos, oferecidos aos clientes finais, no estoque do Concessionário e, incremento no volume de estoque médio. Mediante a este novo cenário, as vendas de peças de reposição foram impulsionadas, promovendo uma melhoria no indicador de Giro de Estoque e, mais importante, no indicador de Percentual de Pedidos Programados, o que representa um planejamento mais proativo de estoque, alinhado com a estratégia de pós-venda do fabricante.

CONTROLE DO TEMPO DE PERMANECIA DOS VEÍCULOS NO CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO APÓS A APLICAÇÃO DA LEI DO MOTORISTA
Oswaldo Henrique de Oliveira Machado - Prof. Dr. Paulo Sérgio de Arruda Ignácio
Resumo | Poster

O objetivo deste estudo é demonstrar as implicações financeiras e do desempenho das operações logísticas de transporte, da empresa estudada, após o advento da lei do motorista. Foi analisado o cenário antes e após a aplicação da referida lei. Diante disso, foi feito o mapeamento dos processos das etapas em que os veículos passam dentro do pátio dos armazéns; a criação de indicadores para monitorar o desempenho das operações; o cálculo dos custos envolvidos nestas etapas; bem como o mapeamento das principais causas do não cumprimento das metas. Por meio destas informações, observou-se que a lei do motorista causou um impacto negativo nas operações. Ocasionou aumento de custos e redução do desempenho operacional devido a fatores internos à operação, tais como: falta de planejamento e morosidade na expedição de veículos. Deste modo, concluiu-se que devem ser tomadas ações efetivas de melhoria de desempenho das operações da empresa a fim de evitar custos extras por consequência de multas aplicadas referentes ao tempo de permanência de veículos no pátio, atender às especificidades desta lei e aprimorar a eficiência operacional.

AUMENTO DA EFICIÊNCIA NO CICLO DE PROCESSAMENTO DE PEDIDOS PARA REPOSICAO DE PEÇAS DE SERVIÇO
Mariana Cruz Fagundes - Prof. Dr. Paulo Sérgio de Arruda Ignácio
Resumo | Poster

O objetivo deste trabalho é redesenhar o fluxo de processamento de pedidos para a reposição de peças de serviço de tal forma a aumentar a eficiência operacional pela redução do tempo de ciclo e custos operacionais. A área de execução das Compras de peças de serviço vem sofrendo desafios em relação ao volume de pedidos, adequação aos processos dentro da política e normas de Compras da empresa e melhoria de tempo de ciclo e eficiência das atividades desenvolvidas até o momento da colocação da Ordem de Compra (PO). Este trabalho utilizou o método de estudo de caso exploratório. Com a implementação do novo processo tivemos uma melhoria do tempo de ciclo em, ao menos 24hs para os países da América Latina e até 15 dias para Brasil. Também verificou-se que houve eliminação de tempo de trabalho dedicado ao processo em até 10 horas semanais entre os times, redução de 4 Headecouts (40% do time) e elminação de inúmeros e-mails semanais.

REVISÃO DA GESTÃO DO ESTOQUE DE EMBALAGEM METÁLICA DE PRODUTOS ACABADOS EM UMA INDÚSTRIA QUÍMICA
Maria Beatriz Wolff - Prof. Dr. Paulo Sérgio de Arruda Ignácio
Resumo | Poster

O presente trabalho tem como propósito apresentar o estudo de caso sobre gestão de estoque de embalagem de produto acabado em uma indústria química. Foi realizado uma revisão bibliográfica sobre gestão de estoque, ponto de reposição, estoque de segurança, lote econômico de compra e conceitos sobre fluxo de caixa. A metodologia utilizada foi o estudo de caso exploratório. Foi realizado um levantamento detalhado de dados do estoque do item objeto de estudo e foi possível concluir que a reposição deste item não está alinhado com a necessidade da produção, ocorrendo em alguns momentos sobra e falta. Os resultados obtidos evidenciam a necessidade de revisão periódica da gestão do do estoque, para que o reposição seja com base na necessidade da produção, evitando sobras e faltas, além de melhorar o fluxo de caixa da empresa.

ANÁLISE DOS IMPACTOS DO REDESENHO DA REDE LOGÍSTICA DE UMA EMPRESA FABRICANTE DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL
Luís Alexandre Berto - Maria de Lourdes F. Cassiano Dias
Resumo | Poster

Como parte de uma estratégia de negócios bem-sucedida, organizações com mais de uma planta produtiva precisam tomar decisões relacionadas a centralização ou descentralização de seus locais de estoques de produtos acabados. Essas estratégias são responsáveis por gerar e agregar valor aos clientes e assim criar vantagens competitivas no mercado em que está inserida. Gerir a cadeia de suprimentos, seus ciclos e seus respectivos custos é fundamental também para o sucesso dessas estratégias organizacionais. O objetivo deste trabalho é avaliar e implementar um novo desenho para a Rede Logística de uma organização industrial com 02 plantas produtivas de uma das maiores empresas fabricantes de equipamentos de proteção individual (EPI) brasileira. Os custos de transportes serão analisados e buscar-se-á atender às necessidades dos clientes dessa cadeia. O resultado da análise mostra que a decisão da centralização é uma decisão viável economicamente, tendo apresentado uma redução de fretes em toda cadeia na ordem de 39,22% e aumento de vendas em 3,36%.

A INFLUÊNCIA DO MÉTODO DE FORMAÇÃO DE CARGA NO CUSTO DE FRETE DE UMA EMPRESA DO SEGMENTO ATACAREJO
José Cláudio Candido Pinheiro - Prof. Dr. Sérgio Adriano Loureiro
Resumo | Poster

O objetivo desse trabalho é apresentar a influência do método de formação de carga no custo de frete unitário e total. No cenário atual, o custo com transporte representa aproximadamente 45% dos custos logísticos da empresa em estudo, sendo ele o custo com maior oportunidade de redução na cadeia como um todo. O método utilizado foi composto por análises concentradas no processo de expedição, no estoque de produtos disponíveis para embarque e também nos produtos oriundos do Inbound que poderiam servir de base para consolidação de carga. A revisão do método de formação de carga e a otimização do processo desde o Inbound proporcionaram o aumento da ocupação dos veículos e redução dos custos de frete.

REDEFINIÇÃO DE ROTAS DE TRANSPORTE PARA DISTRIBUIÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA
José Carlos Villela Lemos - Prof. Dr. Paulo Sérgio de Arruda Ignácio
Resumo | Poster

A redução de custos logísticos é fundamental para tornar as empresas mais competitivas no mercado atual. A área de transportes, dada a sua relevância nesses custos, necessita constantemente rever sua estratégia de distribuição de produtos, focando sempre na otimização de suas atividades. O presente trabalho visa analisar e redefinir as rotas de transporte para distribuição de equipamentos de um centro de distribuição, de uma empresa concessionária de energia elétrica, ao longo dos almoxarifados sob sua responsabilidade, assim como aplicar a consolidação de cargas e definir o melhor tipo de rede de transporte a ser adotado, obtendo com isso, o menor custo para o transporte dos materiais. Os ganhos apresentados nesse estudo, através da análise em separado de dois roteiros distintos atendidos pelo centro de distribuição, apontaram pela viabilidade da aplicação das seguintes metodologias: consolidação de cargas temporal na partida, aplicação da roteirização pelo método de “varredura” e redefinição de roteirização com aplicação de nova rede de distribuição.

ANÁLISE DAS ALTERNATIVAS DE TRANSPORTE PARA O ESCOAMENTO DE COMMODITIES AGRÍCOLAS DA REGIÃO CENTRO OESTE
João Patrick Bezerra - Prof. Dr. Sérgio Adriano Loureiro
Resumo | Poster

A soja é hoje uma das principais commodities brasileira, contribuindo assim positivamente para a balança comercial do Brasil. Embora possua vantagens em relação a sua produção pela disponibilidade de terras e baixo custo de produção, do outro lado deixa essas vantagens escapar devido a deficiente infra-estrutura logística. Todos esses gargalos se voltam para os produtores em forma de custos e para o país na perda de competitividade. Desta forma, é de suma importância o conhecimento da estrutura logística e seus gargalos, bem como a definição dos custos envolvidos na movimentação de produtos, para que sejam propostas as alternativas e soluções que diminuam os custos. Esta dissertação procurou entender a atual situação da matriz de transporte nacional, os investimentos propostos para a melhoria, a visão de entidades que estudam a infra-estrutura no mundo e por fim entender como toda essa estrutura suporta o escoamento de uma de nossas principais commodities para exportação. Objetivando demonstrar a produtores, governo e setor privado qual seria melhor caminho a seguir, investir e melhorar para que futuramente o país possa ser competitivo mundialmente, aumentando lucros, baixando custos e elevando nível de serviço aos clientes.

ESTUDO DA VIABILIDADE DA DISTRIBUIÇÃO DIRETA DE PRODUTOS PERECÍVEIS EM EMBALAGENS SECUNDÁRIAS
Heloisa Mattiazzi - Maria de Lourdes F. Cassiano Dias
Resumo | Poster

Atualmente no Brasil a distribuição de produtos hortifrutigranjeiros é feita em sua maioria através de intermediários entre o produtor e o varejista. O objetivo deste estudo é avaliar a alteração na forma e canal de distribuição da produção em estufa de produto hortifrutigranjeiro produzido e distribuído na Região Metropolitana de Campinas (RMC). A partir destas premissas, foi realizada análise de dados reais de produtividade, custo e faturamento na distribuição atual realizada através de atravessadores, e os mesmos dados simulando uma distribuição direta do produto hortifrutigranjeiro. Realizou-se uma análise comparativa entre o modo atual de distribuição e o cenário proposto de distribuição direta que identificou a necessidade de uma produção mínima que permite distribuir embalado diretamente para lojas de grandes cadeias de autosserviços.

UTILIZAÇÃO DA FERRAMENTA “TOTAL COST OF OWNERSHIP” NA ANÁLISE DE COMPRA DE MATÉRIA-PRIMA PARA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA
Dilson Fernandes Silva Junior - Maria de Lourdes F. Cassiano Dias
Resumo | Poster

Com o aumento da competitividade na indústria farmacêutica, a utilização da melhor estratégia de aquisição de materiais é essencial para a saúde financeira da empresa. Entretanto, a falta de uma compreensão completa de todos os custos que compõem a cadeia de abastecimento evita a prospecção de novas oportunidades de fontes de materiais. O objetivo desse artigo é explorar todos os custos envolvidos para a compra de matéria-prima em uma indústria farmacêutica, desde a sua origem até a manutenção do material no estoque. O método utilizado é a comparação de duas fontes distintas (fontes do mercado nacional e mercado internacional) através da ferramenta de Total Cost of Ownership (TCO) sendo a opção com o custo total mais competitivo escolhida como fonte prioritária. A ferramenta demostrou que a opção de fonte do mercado internacional é a mais competitiva até certo limite do valor do câmbio. O resultado obtido foi considerado satisfatório pois permite o aproveitamento de novas oportunidades no mercado, com maior controle das variáveis que impactam o resultado final.

ESTUDO DE VALORIZAÇÃO DE ROTAS DEDICADAS PARA DISTRIBUIÇÃO DE BENS DE CONSUMO NÃO DURÁVEIS
Celso Luis Regoline de Castilho - Prof. Dr. Paulo Sérgio de Arruda Ignácio
Resumo | Poster

O objetivo deste trabalho é realizar uma pesquisa para definição de rotas dedicadas na distribuição de bens de consumo não duráveis, de tal forma a reduzir custos operacionais de transportes e melhorar o nível de serviço no atendimento ao cliente. Nas entregas convencionais, os veículos que vão fazer a descarga devem aguardar a conferência dos materiais e posteriormente a entrega dos comprovantes das Notas Fiscais (POD – Significa “Proof of delivery”. É o termo pelo qual os comprovantes de entrega são comumente conhecidos). Para as entregas dedicadas foi necessário um alinhamento entre Cliente (Lojas envolvidas e departamento de logística) e o Operador Logístico para que nessas entregas os veículos cheguem, descarreguem e sigam viagem para o ponto de origem para efetuar o carregamento da segunda entrega, ficando a retirada desses PODs para o dia seguinte já que as transportadoras e os motoristas são fixas para cada rota. Este é um estudo de caso exploratório, com a aplicação em um operador logístico de produtos de varejo. Com a implementação desse projeto, além da já citada melhoria de serviço será obtida uma redução no nível de ruptura nas lojas, já que as entregas serão constantes, e uma redução nos custos de fretes de 31,5%.

PARÂMETROS PARA ARMAZENAGEM DE ESTRUTURAS METÁLICAS EM CANTEIROS DE OBRAS INDUSTRIAIS
Caroline Pereira Tito da Silva - Prof. Dr. Sérgio Adriano Loureiro
Resumo | Poster

Uma das atividades críticas para atendimento do cronograma de execução de obras industriais de estruturas metálicas é a organização das estruturas no canteiro de obras. Este trabalho tem como objetivo definir parâmetros para o planejamento e gerenciamento da armazenagem de estruturas metálicas em canteiro de obras industriais, e com isso obter melhor eficiência na utilização dos recursos: espaço físico, mão de obra e tempo, evitando assim os desperdícios e melhorando a produtividade na obra. Para tanto, foi feito um comparativo em duas obras semelhantes, uma com planejamento e outra sem planejamento de canteiro, por meio da observação dos processos e rotinas realizados no recebimento, armazenagem e localização das estruturas, de forma a identificar as similaridades e as diferenças nos dois casos. Para método de comparação de desempenho dos processos, foi utilizado um comparativo de execução e também de produtividade através do índice hora homem por tonelada (hh/ton). No trabalho, foi observado que uma obra com um bom planejamento teve um índice melhor, assim maior eficiência de produtividade e menor custo de mão de obra.

MELHORIAS NA LOGÍSTICA REVERSA DE BENS DE CONSUMO PARA VAREJO UTILIZANDO OS CONCEITOS DE LEAN LOGISTICS
Caio Cesar de Gobbi - Prof. Dr. Paulo Sérgio de Arruda Ignácio
Resumo

A logística reversa é uma subdivisão da logística empresarial que vem atraindo cada vez mais a atenção das organizações. Por se tratar de um tema em desenvolvimento no mercado brasileiro e com ainda muitas oportunidades a serem aproveitadas, ela torna-se um item essencial de vantagem competitiva tanto no âmbito comercial quanto ambiental. Esse estudo possui como foco a descrição da aplicação de conceitos de Lean Logistics na cadeia de retorno de bens de consumo para varejo, mais especificamente de uma grande marca global de artigos esportivos, calçados e vestuário. As ações de melhoria derivadas de conceitos e seus respectivos resultados foram descritos e medidos utilizando a filosofia Lean para redução de desperdício, mapeamento de oportunidades em processos e melhoria contínua. Após a implementação das melhorias definidas utilizando a metodologia adotada, foi possível reduzir o volume de inventário em trânsito e entre processos em mais de 50%. Os principais KPIs do fluxo de logística reversa também apresentaram grande evolução. O aging médio para processamento de material no CD passou por uma redução de 79%, aumentando a velocidade com que os produtos devolvidos retornam ao ciclo comercial.

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA ESCOLHA E IMPLANTAÇÃO DE WMS EM UM CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO DE PEÇAS DO SETOR AGRÍCOLA
Alisson Rodrigo Agustini Veloza - Prof. Dr. Sérgio Adriano Loureiro
Resumo | Poster

O objetivo do trabalho é avaliar qual a melhor e mais coerente tecnologia WMS em uma operação de distribuição de peças de equipamentos agrícolas, de forma a atender uma lista de pré-requisitos que irão guiar à escolha final de qual tecnologia a operação irá utilizar. O trabalho foi desenvolvido com base em visitas e entrevistas com empresas que possuíam a tecnologia WMS e que se mostravam mais próximas a operação. Além disso, foi elaborado através da revisão da literatura, pesquisando nos melhores materiais disponíveis sobre o assunto, quais os mais importantes critérios de seleção presentes para a operação, para a área comercial e para TI, chegando a um resultado final que seria o mais satisfatório para a empresa como um todo, permitindo menores investimentos, colhendo os melhores e mais produtivos frutos. Como resultado final, a escolha pelo sistema mais eficiente e assim sua instalação na empresa, que permitirá no futuro o aumento de capacidade em processamento de pedidos (picking, packing e shipping), aumento da velocidade de armazenagem de peças, redução de mão-de-obra, redução das movimentações internas, melhoria da lógica aplicada à estocagem e separação, permeará o uso do inventário cíclico e retirada de relatórios de forma modular com gráficos permitindo inúmeras possibilidades. O trabalho em seu transcorrer demonstra como um único sistema bem escolhido pode aumentar a eficiência, controle, inteligência em vários processos da operação, deixando o cliente final mais satisfeito e possibilitando aumento da participação no mercado.

Translate »