Artigos Publicados

INCLUSÃO DE IMPACTO SOCIAL E AMBIENTAL NA AVALIAÇÃO ECONÔMICA DE PROJETOS DE CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO URBANA

  • Resumo: Centro de Distribuição Urbana (CDU) é uma solução que contribui para reduzir os efeitos negativos das atividades de transporte, mas poucos foram implementados. A sustentabilidade financeira é comumente mencionada como uma restrição à sua implementação, especialmente porque não é comum considerar os impactos ambientais e sociais nas análises econômicas. O objetivo desta pesquisa é verificar se o critério de Kaldor-Hicks é apropriado para avaliar a implementação de CDUs, uma vez que considera, separadamente, os impactos para os atores envolvidos e estabelece que uma mudança é socialmente desejável quando os ganhos de pelo menos um dos atores poderia compensar as perdas dos outros. Um estudo de caso de implementação de CDU foi utilizado para aplicar o método proposto e comparar as avaliações econômicas. O resultado desta pesquisa pode contribuir com uma nova metodologia para analisar avalições econômicas de CDUs ou de outros projetos de transporte de carga com benefícios socioambientais.

    Selma Setsumi Isa, Orlando Fontes Lima Jr. Laboratório de Aprendizagem em Logística e Transportes LALT, FEC UNICAMP, Campinas, São Paulo, Brasil

  • INCLUSÃO DE IMPACTO SOCIAL E AMBIENTAL NA AVALIAÇÃO ECONÔMICA DE PROJETOS DE CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO URBANA

USO DA METODOLOGIA DATA ENVELOPMENT ANALYSIS NA COMPARAÇÃO DA EFICIÊNCIA DA LOGÍSTICA URBANA DAS PRINCIPAIS CIDADES BRASILEIRAS

  • Resumo: A logística urbana é um componente-chave para o acesso de bens e serviços pela população, sendo que se bem organizada pode produzir efeitos positivos para a economia local com baixo impacto nos níveis de congestionamento, acidentes e emissões de poluentes. O Brasil enfrenta problemas como o baixo investimento em infraestrutura de transportes, falta de dados sobre o fluxo urbano de cargas e sobre a produtividade nas entregas urbanas, entre outros. Assim, o objetivo deste artigo é a aplicação da metodologia DEA para analisar a eficiência da logística urbana nas principais cidades do Brasil através da comparação de algumas características e indicadores disponíveis relacionados à logística urbana. Como resultado deste estudo, temos que as cidades que usam menos recursos, como frota de caminhões e tempo de deslocamento, para atender cidades com características semelhantes, são as mais eficientes.

    Selma Setsumi Isa, Giset N. Montoya M., Orlando Fontes Lima Jr. Laboratório de Aprendizagem em Logística e Transportes LALT, FEC UNICAMP, Campinas, São Paulo, Brasil Reinaldo Fioravanti Inter-American Development Bank, Washington, D.C., USA

  • USO DA METODOLOGIA DATA ENVELOPMENT ANALYSIS NA COMPARAÇÃO DA EFICIÊNCIA DA LOGÍSTICA URBANA DAS PRINCIPAIS CIDADES BRASILEIRAS

GESTÃO DE CONHECIMENTO EM SUPPLY CHAIN NO AMBIENTE DA INDÚSTRIA 4.0

  • Resumo: Uma das principais características da indústria 4.0 é colocar a máquina e as pessoas trabalhando juntas e trazendo ambientes virtuais que se misturam com ambientes reais, em todo isso, o principal componente que faz com que essas atividades sejam realizadas é o conhecimento, e associado a esse fato, a gestão do conhecimento passa ser um elo essencial em todo este processo. Considerando que o supply chain envolve todos os processos desde os fornecedores até o cliente final, a gestão de conhecimento também começa a ser alterada nesse ambiente. O objetivo deste artigo é identificar aspectos relevantes da gestão do conhecimento em supply chain nesse novo ambiente da indústria 4.0 e propor uma forma de abordagem que incorpore as novas tendências analisadas. Para o desenvolvimento da temática deste trabalho foi realizada uma revisão narrativa da literatura, onde foram localizados aspectos cronológicos e descritivos nas áreas de gestão de conhecimento, supply chain e a indústria 4.0 que auxiliam no entendimento da relação entre esses elementos. O principal resultado foi a identificação de alguns modelos importantes para o entendimento da gestão de conhecimento, assim, como a sugestão da ampliação do modelo de conversão do conhecimento incorporando a máquina nas interações.

    Wendy Taveras de Bejaran, Orlando Fontes Lima Jr. Laboratório de Aprendizagem em Logística e Transportes LALT, FEC UNICAMP, Campinas, São Paulo, Brasil

  • GESTÃO DE CONHECIMENTO EM SUPPLY CHAIN NO AMBIENTE DA INDÚSTRIA 4.0

Translate »