A impressão 3D e a logística

ArteSiteLalt

Também conhecida como Manufatura Aditiva na Indústria 4.0, a impressão 3D representa o conceito de prototipação de qualquer tipo de peça com o uso de diversos materiais empregados em seu processo. Agora, quando se pensa em realizar testes ou desenvolver novos produtos a impressão 3D tem a capacidade de gerar fisicamente tais projetos.

Dotado desta flexibilidade a impressão 3D oferece aos profissionais a possibilidade de visualizar de maneira física novos itens, produtos, peças e até mesmo modelos de corpos humanos para aprimorar ainda mais o que ainda será criado.

Embora seu conceito já tenha permeado por muitos anos os centros de pesquisa e laboratórios de tecnologias avançadas, somente agora sua consolidação esta ocorrendo em diversas operações produtivas e de projetos das empresas. Os benefícios da impressão 3D são muitos e ainda estão sendo inicialmente testados pelas empresas ao redor do mundo.

Somente para se ter ideia, um dos benefícios que vem ganhando força nas operações é a possibilidade de recriar produtos antigos que não estão mais no mercado. Através de um desenho do produto em questão é possível projetá-lo em programas computacionais e produzi-lo em uma impressora 3D com um material ainda mais resistente para que aumente sua durabilidade (pense no caso de um copo de vidro).

Com a impressão 3D é possível reduzir drasticamente os desperdícios em fases de testes ou até mesmo a fabricação uma vez que o processo produtivo utiliza somente a quantidade necessária de matéria prima para a produção do produto (daí vem o nome de manufatura aditiva, onde se adiciona somente a quantidade necessária de material para a produção).

Relações e impactos na logística

Na logística a impressão 3D colabora com a redução de operações de abastecimento (transporte) de matéria prima para as fabricas. Isso porque os processos se tornam mais enxutos quanto a quantidade de materiais estocados nos armazéns e centros de distribuição da cadeia de suprimentos.

A gestão dos estoques também se torna mais objetiva e mais focada nas quantidades exatas de produtos para atendimento do mercado. Os operadores logísticos conseguirão prestar serviços de níveis mais elevados tendo como conhecimento e experiência os processos de impressões 3D para agregar valor aos produtos.

Espera-se que a tecnologia de impressão 3D crie grandes oportunidades no campo da logística, pois as operações ao longo da cadeia de suprimentos se tornam mais enxutas e com menor tempo de atendimento das necessidades dos clientes.

Produtos que geralmente são produzidos em países específicos agora possuem a flexibilidade de serem produzidos diretamente no país onde ele é necessário o que livra o cliente da espera da chegada do produto, custos com fretes e a possibilidade de seu produto chegar avariado.

Os fornecedores das cadeias de suprimentos dotados desta tecnologia oferecem aos seus clientes a possibilidade de visualizar os itens que serão fornecidos mesmo antes de serem fabricados o que pode reduzir drasticamente a possibilidade de erros operacionais.

Lalt Unicamp

Blog Attachment
Translate »